FIIs 2020: entenda como e porquê investir em Fundos Imobiliários

Você quer investir em renda variável, mas não sabe como começar? Neste artigo quero compartilhar com você algumas dicas de FIIs (Fundos Imobiliário) para você começar a aplicar em 2020. Sempre digo e repito a importância de diversificar a sua carteira de investimentos. Um bom investidor não coloca seu dinheiro em apenas um lugar, e sim, em diferentes tipos de investimentos e de forma estratégica. Por exemplo, atualmente, minha carteira está dividida em: 40% na renda fixa e 60% na renda variável. E uma parte dessa renda variável está em FIIs. Como educador financeiro, o que indico é sempre num viés educacional: entenda quais são seus objetivos e busque no mercado investimentos que vão servir para você. Se tiver interesse em aprender mais sobre os Fundos Imobiliários, continue lendo aqui.

O que são os FIIs?

Caso você não tenha um grande patrimônio e quer investir em imóveis, os fundos imobiliários são muito recomendados para você. Eles seguem os mesmos princípios do investimento em imóveis, porém contratando um FII, seria como você comprar apenas uma pequena parte daquele empreendimento e dividir os lucros e riscos de tal imóvel com todos os outros cotistas. Os fundos imobiliários distribuem dividendos mensais, ou seja, todo mês depositam dinheiro na sua conta. Esses dividendos mensais são provenientes dos aluguéis pagos pelos inquilinos dos FIIs.

Esses fundos, costumam ser de grandes empreendimentos, como shopping centers, ou de grandes instituições, como Banco do Brasil, Itaú etc. Sendo assim, a chance de calote é muito baixa, então a receita com o aluguel desses imóveis é algo bem seguro e recorrente. Você também ganha ou perde com a questão da valorização do imóvel, se o mercado de imóveis no geral for bem ou mal, impacta no valor do seu fundo imobiliário. Assemelha-se muito aos fundos de investimento, mas nesse caso o conceito é das aplicações imobiliárias.

Por que e como investir em FIIs?

Os fundos imobiliários são certamente uma boa alternativa de diversificação e investimento na sua carteira, que, como disse logo no começo do texto, é algo indispensável para quem quer ser um investidor melhor. E investir em FIIs tem muitas vantagens. Primeiro de tudo, é algo relativamente barato no mercado, com cerca de R$100 você já consegue comprar uma cota. Em segundo lugar, é muito fácil, é possível fazer isso online através das corretoras; e por fim, é muito líquido: têm várias pessoas querendo comprar e vender todos os dias. Ou seja, você não precisa ficar por um prazo muito longo se você não quiser. Quer aprender como fazer na prática? No vídeo abaixo eu mostrei como investir em FIIs, dá uma olhada:

3 dicas para Fundos Imobiliários em 2020

Agora que você já entendeu um pouco sobre o que são e como funcionam os FIIs, trouxe para você as três melhores dicas para diversificar os seus ativos em 2020 e começar a explorar os incontáveis benefícios dos fundos imobiliários. 

1 – Emissão de DARF

Primeiro de tudo, é preciso entender que toda venda de um fundo imobiliário com lucro possui a incidência de imposto de renda. Na prática, é bem simples: quando você vender a sua cota e lucrar em cima disso, será preciso emitir a DARF e pagar 20% de imposto de renda sobre o respectivo valor lucrado. 

Embora no mercado de ações haja uma isenção para um limite de até R$ 20 mil por mês, nos fundos imobiliários é preciso pagar sobre a diferença do valor que você pagou e o que você vendeu. Para auxiliá-lo nesse passo, elaborei uma planilha bem simples, clique aqui para baixar gratuitamente. Se você quiser ver na prática como utilizá-la e emitir a DARF é só assistir este vídeo:

2 – Foque nos dividendos

A segunda dica, a galinha dos ovos de ouro, é para que você, investidor, foque nos dividendos. Atualmente, os FIIs são as melhores soluções para ter dividendos mensais, ou seja, a renda passiva que cairá na sua conta todos os meses proveniente dos aluguéis que os inquilinos desses imóveis.

3 – Aproveite o cenário atual

Por fim, aproveite o atual cenário econômico que favorece os fundos imobiliários; tanto para o pagamento de dividendos, quanto na sua valorização na Bolsa de Valores.  O bom momento é reforçado por uma série de indicadores como, por exemplo, a taxa Selic na mínima histórica, inflação controlada, número de empregos aumentando e a perspectiva do boletim Focus para o final de 2020 de que o PIB vai crescer 2,4%, superando o que ele vem crescendo nos últimos anos (média de 1%). 

As dúvidas mais comuns sobre FIIs

É possível se proteger em tempos de crise?

Assim como todo ativo de renda variável, os fundos imobiliários também oscilam, não adianta você achar que sempre vai para cima. Vai ter épocas de alta e épocas de baixa. O primeiro passo para se proteger, como já falei, é a diversificação. Você não vai colocar todo o seu dinheiro em ativos arriscados. Acredito que os fundos imobiliários são até bem seguros dentro da renda variável. É necessário que o investidor entenda também seu objetivo, se a intenção é crescer muito a porcentagem de lucro, talvez o ideal seja ir para ações. Mas, se o mais importante for o quanto cai na sua conta bancária todo mês, então, você estará bem protegido com os fundos imobiliários.

Posso vender meu FIIs a qualquer momento?

 Sim, inclusive, uma das minhas principais recomendações é sempre acompanhar e monitorar seus investimento. Então, após comprar a cota de um FIIs é importante ver os relatórios pelo menos uma vez ao ano. Isso porque os imóveis podem sim ser desvalorizados, um prédio cair, a empresa falir… entre outros fatores que são possíveis de acontecer. Desse modo, nunca compre um ativo e só olhe daqui 10/20 anos, veja sempre, e se você não achar que está sendo interessante, não está trazendo os resultados esperados ou tem algum outro ativo mais adequado para os seus objetivos você pode vender a sua cota. Assim também como comprar outra a qualquer momento. 

Quanto rende um Fundo Imobiliário?

Com certeza uma das principais dúvidas é de quanto rende mais ou menos um FIIs na sua carteira. E acabei de atualizar essa informação com um vídeo novo no meu canal, comparando os piores e melhores cenários de 2010 até 2019, confira abaixo:

Tem mais dúvidas sobre FIIs? Deixe nos comentários e acompanhe meu canal que sempre estou respondendo as principais questões por lá. E se você quiser entender mais sobre investimentos, inscreva-se também na minha Newsletter! Estou respondendo uma dúvida por dia e a resposta chega no seu e-mail. 

Seu Comentário:

Posts Relacionados

06

jan
Investimentos

“Preciso de muito dinheiro para investir em ações?” Entenda!

Investir em ações é um assunto que costuma gerar insegurança nas pessoas. Muitos acreditam que para fazer investimentos na Bolsa de Valores é necessário juntar um grande valor, ou que só poderá fazer aplicações quando receber algum valor financeiro extra. Nós precisamos desmistificar isso, de uma vez por todas, porque a verdade é que o melhor momento[…]