Aposentadoria x Independência Financeira: qual a melhor opção para o futuro?

Nos últimos anos o assunto política se tornou ainda mais frequente nas rodas de conversa do brasileiro. E com uma opinião todos concordam: nossa descrença nos políticos e no governo. Principalmente quando o assunto é aposentadoria, que é um fato polêmico, mas fatalmente problemático e insuficiente para o bem estar da população.

Ao ler artigos, conversar com as pessoas e observar os hábitos de compras, percebo que o Brasil é um país em que a população tem um alto consumo presente e pouco acúmulo de dinheiro para o futuro.

Engana-se quem pensa que educação financeira é mesquinharia, poupança em excesso ou cortes extremos de gastos. Na verdade, trata-se de um conjunto de atitudes visando potencializar o valor do dinheiro e permitir a realização dos sonhos e objetivos da pessoa. Sempre deve-se priorizar o bem estar e a felicidade do indivíduo, de modo que ele aproveite o momento presente e garanta sua tranquilidade futura.

Uma pessoa educada financeiramente prioriza os sonhos, gasta menos do que ganha, não faz dívidas e pensa no futuro. Essa é a receita básica para a sua saúde financeira.

A frase que uso como meu lema é: todos precisam de educação financeira. Quando você perceber que não se trata de um assunto distante da sua realidade, e que não é algo só para economistas ou estudantes de exatas, vai perceber os grandes benefícios que esse tipo de conhecimento pode te proporcionar.

Nada é mais importante que a educação, por isso, leia, assista e pesquise. Uma famosa frase atribuída a um ex-reitor da Universidade de Harvard, chamado Derek Bok, diz: “Se você acha que a educação é cara, experimente a ignorância”.

A educação financeira pode ser um divisor de águas em sua vida e te aproximar de todos os seus sonhos e concretizar todos seus objetivos de vida.

E aposto que, ao aprender e compreender melhor o que abrange a educação financeira, você logo se irá se deparar com o seguinte questionamento:

“Qual deve ser meu foco: aposentadoria ouindependência financeira?”

Embora os conceitos sejam parecidos, as estruturas são diferentes. Eu escolhi tirar meu foco da aposentadoria e concentrá-lo na busca por independência financeira.

Como? Investindo

Aprendendo a administrar e a investir seu dinheiro, em menos de 15 anos, é possível se aposentar de forma independente. O que com a aposentadoria convencional a pessoa leva cerca de 30 anos para conseguir e valores que podem não ser suficientes para você.

No modelo de independência financeira, você se paga no presente e recebe de si mesmo no futuro.

É fato que o dinheiro do investidor vale mais do que daqueles que só mantém o dinheiro parado na poupança ou de quem só paga a taxa para o governo.

Vale a pena parar, estudar e refletir sobre isso. Ainda dá tempo de garantir um futuro brilhante para você e sua família. Você só precisa começar.

Pare de esperar que o presidente x, y ou z faça o melhor para sua aposentadoria. É você por você mesmo.

E se você não sabe nada sobre o assunto ou por onde começar, assista meu vídeo em que explico os primeiros passos.

Agora me conte, aposentadoria ou independência financeira, qual é o seu foco? 👇

Seu Comentário:

Posts Relacionados

onde investir

12

jun
Lucro FC

De quanto preciso para começar a investir?

Não há um valor mínimo obrigatório para dar o primeiro pontapé. Na verdade, é possível começar com tão pouco quanto R$ 30. Investir no mercado financeiro pode soar como coisa para privilegiados que acumulem uma pequena fortuna no banco. Talvez isso tenha sido verdade no passado – felizmente, não é mais. Quanto é preciso ter para começar[…]